Disco Nota 11: “Histoire de Melody Nelson” – Serge Gainsbourg

Paulo Fernandes

Melody Nelson_07

. 

POLÊMICO E ESCANDALOSO

Serge Gainsbourg é um monumento da cultura francesa: poeta, ator, cineasta, pintor, compositor, pianista, cantor, etc. E a dimensão do mito parece que só aumentou após sua morte em 1991. Juntem-se a todas essas qualidades artísticas os fatos de que ele era chegado numa polêmica, temperada com cigarros e álcool, e era um conquistador de raro talento com as mulheres (ele disse certa feita que desenvolveu sua bem sucedida lábia que encantava as mulheres para compensar o fato de ser muito feio).

Melody Nelson_04

     

Filho de judeus ucranianos que haviam emigrado para a França, seu verdadeiro nome era Lucien Ginzburg. Pretendia seguir carreira de pintor, mas foi pela música que começou a ser conhecido do público francês ao final da década de 1950.

Se Gainsbourg tivesse ficado ligado somente ao estilo da chanson française provavelmente nem estaria falando dele aqui no Rockontro, mas o sujeito enveredou por outros caminhos que incluem rock, soul, reggae, funk e música eletrônica.

Brigitte Bardot

Brigitte Bardot

Sua música mais famosa é Je t’Aime… moi non plus, de 1969, concebida para ser gravada em dueto com uma de suas várias, e belas, mulheres: a atriz  Brigitte Bardot. Temendo o escândalo, que realmente aconteceu, BB recusou e quem passou para a posteridade com seus libidinosos gemidos na música foi outra paixão de Gainsbourg, a inglesa, e também atriz, Jane Birkin.

Jane Birkin

Jane Birkin

. 

A HISTÓRIA DE MELODY NELSON

E foi com, e para, Jane Birkin que Gainsbourg compôs sua obra musical mais ambiciosa: o álbum conceitual “Histoire de Melody Nelson” de 1971. Que conta a história do quarentão Gainsbarre (Serge) e a ninfeta Melody Nelson (Jane), desde o acidente de trânsito que envolveu o carro dele e a bicicleta dela. A história narra o encanto de Gainsbarre por Melody, o processo de sedução e o envolvimento amoroso do casal.

 Melody Nelson_02

Musicalmente o álbum traz rock, soul e funk executados por uma excelente formação de guitarra, teclados e baixo (fenomenal!!) com arranjos orquestrais e corais muito bem colocados. Esse modelo musical posteriormente influenciou muita gente boa. Entre os fãs confessos estão Beck, Placebo, Portishead e o duo francês Air.

Melody (Jane Birkin) e seu macaquinho

Melody (Jane Birkin) e seu macaquinho

Entre tantas faixas memoráveis desse trabalho, que não logrou o devido sucesso quando foi lançado, está o rock-funk-psicodélico-progressivo En Melody, apimentada pelas risadas e gritinhos sacanas de Birkin, ela disse que era seu irmão a lhe fazer cócegas (sei!!!).

Gainsbarre (Serge Gainsbourg) e seu Rolls Royce

Gainsbarre (Serge Gainsbourg) e seu Rolls Royce

. 

FAIXAS

Lado 1

1) Melody (Gainsbourg)
2) Ballade de Melody Nelson (Gainsbourg/Jean-Claude Vannier)
3) Valse de Melody (Gainsbourg)
4) Ah! Melody (Gainsbourg/Jean-Claude Vannier)

Lado 2

1) L’Hôtel Particulier (Gainsbourg)
2) En Melody (Gainsbourg/Jean-Claude Vannier)
3) Cargo Culte (Gainsbourg)

.  

MÚSICAS

Álbum Completo (áudio):

.

Álbum Completo – Especial da TV francesa (vídeos em Lista de Reprodução):

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s