Disco Nota 11: “Rio” – Duran Duran

  DURAN DURAN O Duran Duran é dos grupos mais bem sucedidos da chamada new wave, sendo um dos seus mais reconhecíveis ícones. Tudo começou em 1978 em Birmingham, Inglaterra com o baixista  John Taylor e o tecladista Nick Rhodes. Alguns vocalistas, guitarristas e baterias eletrônicas depois, se juntaram à banda sucessivamente: Roger Taylor (baterista…

Disco Nota 11: “In a Silent Way” – Miles Davis

Miles Davis já havia introduzido eletricidade à sua música nos álbuns “Miles in the Sky” e “Filles de Kilimanjaro”, ambos de 1968, mas é com “In a Silent Way” (1969) que se pode considerar o início de sua ‘fase elétrica’, bem como seu primeiro álbum de fusion, no caso a fusão do jazz com o…

Disco Nota 11: “Back to Black” – Amy Winehouse

  Muito já se falou sobre a vida e a morte da cantora e compositora britânica Amy Winehouse, principalmente depois de sua passagem prematura para outra vida em 2011, aos 27 anos de idade. Para que eu não caia na armadilha da repetição, quero começar com um paralelo entre a minha carreira musical e a…

Disco Nota 11: “Talking Book” – Stevie Wonder

  LITTLE STEVIE É impressionante saber que “Talking Book”, lançado em 1972, é o décimo quinto álbum de Stevie Wonder, que então tinha apenas 22 anos! O sobrenome artístico, “Maravilha”, de Stevland Hardaway Judkins é bem apropriado. Nascido com descolamento das retinas – que o deixaria cego logo após o nascimento – o menino-prodígio aprendeu…

Disco Nota 11: “Rising” – Rainbow

O guitarrista Ritchie Blackmore foi um dos fundadores do Deep Purple em 1968 e um dos principais responsáveis por definir a sonoridade do grupo em sua segunda e melhor formação, entre 1969 e 1973. Em 1975, confirmando sua fama de “difícil”, ele deixou a banda contrariado com o direcionamento musical que ela estava tomando, ao…

Disco Nota 11: “Purple Rain” – Prince

. O NOVO HENDRIX? Quando “Purple Rain”, álbum do cantor, compositor e multi-instrumentista Prince, se tornou um hit em escala planetária, logo surgiram as especulações de que havia surgido o sucessor do mito Jimi Hendrix. Eu achei exagerada a comparação, semelhante às que a mídia esportiva brasileira faz ao comparar jovens promessas surgidas nos gramados…

Disco Nota 11: “Animals” – Pink Floyd

. “A REVOLUÇÃO DOS BICHOS” Eu estava muito ocupado em 1977, estudando para o vestibular do fim daquele ano, que não prestei muita atenção ao décimo álbum de estúdio do Pink Floyd. Na verdade, eu nem gostei muito de “Animals” quando o escutei pela primeira vez e demorei bastante para considerar esse álbum como um…

Disco Nota 11: “The Bends” – Radiohead

. Entre os sons inspirados no grunge de Seattle do primeiro álbum, “Pablo Honey” de 1993, e o experimentalismo do terceiro, “OK Computer” de 1997, está a riqueza melódica do belo “The Bends”, lançado em 1995. Apesar de ser reconhecido como um dos mais importantes grupos britânicos das últimas três décadas, eu custei a me…

Disco Nota 11: “So” – Peter Gabriel

. SÓ SO Depois de quatro álbuns de estúdio com altas doses de experimentalismo, Peter Gabriel lançou, em 1986, seu quinto álbum, chamado simplesmente “So”. O primeiro a ser batizado com um nome, e é também o trabalho que levou o talento de Gabriel para o grande público. O álbum conta com um grupo de nove…

Disco Nota 11: “The Crossing” – Big Country

.  GAITAS DE FOLE NO ROCK O Big Country faz parte daquele seleto clube de bandas que têm um som distinto e identificável. Chamar a atenção no início da década de 80 era uma grande façanha, com tantos grupos de rock novos disputando o interesse do público. Eu gostei muito desde a primeira vez que…

Beto Guedes e o seu “Amor de Índio”

.  SOL DE PRIMAVERA “Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos…” Assim começa Sol de Primavera, a primeira música do sétimo disco (contando com as participações) do mineiro de Montes Claros, Beto Guedes. Iniciei assim porque estamos em setembro, mas nosso assunto é o seu sexto e melhor disco: “Amor de Índio”,…

Disco Nota 11: “Infidels” – Bob Dylan

. RETORNO À MÚSICA SECULAR “Infidels”, álbum de 1983, marca o retorno de Bob Dylan aos assuntos seculares, após três discos de gospel. Dylan havia se convertido ao cristianismo em 1978 e isto refletiu em álbuns de temática cristã: “Slow Train Coming” (1979), “Saved” (1980) e “Shot of Love” (1981). Este direcionamento espiritual influenciou também…

Disco Nota 11: “Gal Costa” (1969) – Gal Costa

. PSICODELIA TROPICALISTA Com a prisão, em 1968, e o subsequente exílio forçado de Caetano Veloso e Gilberto Gil, coube à cantora baiana Maria da Graça Costa Penna Burgos a tarefa de carregar a bandeira do Tropicalismo naquele final de década. O primeiro álbum solo de Gal Costa foi gravado ainda em 1968, antes dele…

Disco Nota 11: “Low” – David Bowie

Paulo Fernandes .  SEXO, DROGAS, ROCK E SOUL Há algum tempo eu li em uma revista de rock um depoimento de David Bowie sobre um período de sua vida, em meados da década de 1970, do qual ele se lembra muito pouco ou quase nada, de tão chapado que ele ficava. Em 1974, na turnê…

Disco Nota 11: “Brothers in Arms” – Dire Straits

Paulo Fernandes . SULTANS OF SWING NO RÁDIO O rock do final da década de 70 estava em ebulição. O punk rock e seus derivados davam as cartas e questionavam tudo que foi produzido antes de 1976. Agora qualquer moleque poderia ter sua banda e nem precisa saber tocar para estar em uma. Muitas surgiram…

Disco Nota 11: “Rubycon” – Tangerine Dream

Paulo Fernandes .  OS VÁRIOS SABORES DO TANGERINE DREAM  O tecladista alemão Edgar Froese – falecido em 2015 – montou o Tangerine Dream em 1967. Em seus primórdios a banda seguia uma linha musical inspirada pelo Pink Floyd de Syd Barrett. A partir de 1973, Froese e cia. se alinharam ao movimento musical alemão Krautrock.…

Disco Nota 11: “Mr. Natural” – Bee Gees

Pedro César Fernandes . OS IRMÃOS GIBB Os irmãos Gibb estiveram em atividade desde a década de 1960 e atravessaram várias fases estilísticas (e modismos musicais), quase sempre com muito sucesso. Barry, Robin e Maurice Gibb nasceram na Ilha de Man, Inglaterra, mas também costumam ser associados à Austrália, já que se mudaram para este…

Disco Nota 11: “Flaming Pie” – Paul McCartney

José Maurício . TORTA FLAMEJANTE Os anos 90 começaram muito bem para os beatlemaníacos, particularmente pra mim que pude ajudar Paul McCartney bater o recorde de publico pago em show de rock.  Eu fazia parte dos mais de 184 mil fans que foram ao Maracanã naquela noite chuvosa de abril ajudar Sir James. Ele ainda…