Disco Nota 11: “Let’s Dance” – David Bowie

ANOS DE “PHIL COLLINS”

Segundo o próprio David Bowie, ele queria que o dançante e pop álbum “Let’s Dance”, lançado em 1983, fosse um projeto único que gerasse alguns hits e aumentasse seu público.  O sucesso realmente veio e em escala global e acabou forçando Bowie a continuar nessa linha por mais dois álbuns: “Tonight” (1984) e “Never Let Me Down” (1987), que não tiveram o mesmo êxito de seu antecessor. Bowie chamou esse período de “meus anos de Phil Collins”.

Ao começar a trabalhar em “Let’s Dance”, Bowie estava tão determinado em conseguir seus hits que chamou o mago Nile Rodgers para produzir o disco, em detrimento de seu produtor de longa data: Tony Visconti. Tal fato gerou um descontentamento tão grande em Visconti que ele só voltou a trabalhar com Bowie quase vinte anos depois.

VAMOS DANÇAR

O ano de 1983 foi o ano de David Bowie, a música que dá nome ao álbum, Let’s Dance, era onipresente nas rádios e TVs. E o álbum ainda contava com mais dois hits: as ótimas China Girl, regravação de uma música anteriormente gravada por Iggy Pop, e Modern Love, música esta que me fez decidir por comprar o disco. Três canções de pop rock cheias de apelo dançante.

Nastassja Kinki, atriz de “A Marca da Pantera” (1982).

O quarto destaque do álbum é Cat People. Escrita por Bowie e Giorgio Moroder, foi originalmente gravada por Bowie em 1981 para o filme “A Marca da Pantera” (Cat People) de Paul Schrader. Uma música soturna, quase gótica, já que era um filme de terror. Bowie não pode usar essa gravação, por este motivo regravou-a em 1983 para “Let’s Dance”, mais rápida ao estilo do restante do álbum. A música foi posteriormente usada por Quentin Tarantino em seu filme “Bastardos Inglórios”

Without You é um bela música também. As três faixas restantes não possuem o mesmo apelo das outras, porém não comprometem a qualidade geral do álbum. Um fato interessante é participação do guitarrista Stevie Ray Vaughn em todas as faixas. Isto ajudo-o a alavancar sua carreira. Na época eu não o conhecia, mas achava a guitarra, ao longo das faixas, sensacional. Um diferencial.

Bowie na turnê “Serious Moonlight” que promoveu o álbum.

O álbum é, até hoje, o maior sucesso comercial de David Bowie. Por outro lado “Let’s Dance” marca um período de altos (poucos) e baixos (muitos) na carreira de Bowie, do qual ele só reergueria no início do século XXI.

FAIXAS

Todas as músicas compostas por David Bowie, exceto as indicadas.

Lado A

1) Modern Love
2) China Girl
(David Bowie, Iggy Pop)
3) Let’s Dance
4) Without You



Lado B

1) Ricochet
2) Criminal World
(Peter Godwin, Duncan Browne, Sean Lyons)
3) Cat People
(David Bowie, Giorgio Moroder)
4) Shake It


Nastassja Kinki e Malcolm McDowell em “A Marca da Pantera”.

MÚSICAS








Cat People – versão do álbum


Cat People – versão do filme.

2 comentários sobre “Disco Nota 11: “Let’s Dance” – David Bowie

  1. Excelente Post Paulo! Tenho uma estima muito grande por este álbum! Cresci ouvindo este e o Led Zeppelin IV, ambos do meu Tio Paulinho (seu xará). Marcaram muito minha infância nas tardes lá na casa da vovó!

    Muito obrigado!

    Abraço

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s