Disco Nota 11: “Misplaced Childhood” – Marillion

Paulo Fernandes

 Misplaced Childhood_00

 

.

FROM GENESIS TO REVELATION

Eu conheci o Marillion graças à Grace, minha professora de inglês e amiga querida, no ano de 1985. E foi justamente com o álbum “Misplaced Childhood”. Aquela voz que muito lembrava a do Peter Gabriel e aquele som que muito parecia o do Genesis – da fase com (também) Peter Gabriel – não teve muito esforço para conquistar minha total aprovação.

Misplaced_02

 .

SILMARILLION

Tudo começou em 1979: o nome original era Silmarillion, nome de um livro de J.R.R. Tolkien. A família do escritor ameaçou um processo e o nome foi encurtado para Marillion.

O vocalista Fish, apelido de Derek William Dick, foi a força criadora à frente do Marillion entre os anos de 1981 e 1988. Fish participou dos 4 primeiros (e na minha opinião os melhores) discos da banda: “Script for a Jester’s Tear” (1983), “Fugazi” (1984), “Misplaced Childhood” (1985) e “Clutching at Straws” (1987).

Fish

Fish

.

INFÂNCIA DESLOCADA

“Misplaced Childhood” é um álbum conceitual, Fish colocou nele seus traços autobiográficos: a infância perdida, os amores e desamores, a aceitação, o sucesso e as experiências com drogas.

No vinil, o álbum era estruturado em duas longas faixas (ou suítes de elementos interligados), embora Fish tenha dito posteriormente que se tratava de apenas uma faixa dividida em duas para se acomodar no vinil.

Musicalmente, eu diria que este álbum difere um pouco de seus predecessores por agregar nuances do pop ao rock progressivo, como nas (lindas) baladas Kayleigh – referência a uma antiga namorada de Fish: Kay Lee – e Lavender, que são as músicas de maior sucesso do álbum.

Segundo Fish, ele concebeu a temática do álbum durante uma “viagem” de 10 horas a bordo do ácido lisérgico. Temos a vantagem de não precisar do LSD para embarcar nessa viagem fascinante de poesia e melodia que começa com Pseudo Silk Kimono e vai até White Feather.

.

FAIXAS

Todas as faixas compostas por Fish, Steve Rothery, Mark Kelly, Pete Trewavas e Ian Mosley.

Lado 1

1) Pseudo Silk Kimono
2) Kayleigh
3) Lavender
4) Bitter Suite
5) Heart of Lothian

Lado 2 

1) Waterhole (Expresso Bongo)
2) Lords of the Backstage
3) Blind Curve
4) Childhood’s End?
5) White Feather  

.

MÚSICAS

 

Ouça o álbum completo em lista de reprodução:

Anúncios

2 comentários sobre “Disco Nota 11: “Misplaced Childhood” – Marillion

  1. Mesmo depois dos 72 anos, percebo que quanto mais aprendo, mais vejo o quanto sou ignorante musicalmente. Nunca havia ouvido NADA e NEM SABIA da existência desses músicos excepcionais. Obrigado pelas remessas semanais. que SEMPRE me acrescentam conhecimentos e abrem novos horizontes na música. GRANDE ABRAÇO AGRADECIDO.

    Curtir

  2. Esta aí um grupo que havia esquecido. Como sempre aproveito e acho tudo no youtube e é sempre um dia diferente quando faço isso. è sempre uma viajem ao meu passado dos tempos muito bons e simples.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s