Disco Nota 11: “The Yes Album” – Yes

Paulo Fernandes

The Yes Album_00

.

AVENTURAS NO CASTELO

Na minha adolescência,  já morando em Goiânia, quase todos os anos eu passava minhas férias de verão no Espírito Santo (o estado da federação, para ficar bem entendido). Eu viajava de ônibus ou de carro: com meus pais ou de carona com meu primo Paulo Roberto. De avião era muito caro.

Numa dessas vezes que fui com o Paulo Roberto (em 1975, creio eu) passamos, antes de seguir para Vitória, na casa do irmão dele, Luiz Carlos “Cacá”, na cidade de Castelo. O Cacá tinha um verdadeiro tesouro musical: discos dos Beatles, Steppenwolf, T. Rex, Uriah Heep, John Lennon, Gilberto Gil e, o objeto deste texto: Yes e seu magnífico “The Yes Album”, que me deixou maravilhado.

The Yes Album_01

Algum tempo depois dessas férias eu tive um sonho muito maluco no qual eu era convidado a escutar a música mais perfeita do universo. E era realmente uma muito bonita. Eu achei que tinha criado, em sonho, uma melodia. Quanta pretensão! Aquela música ficou durante muitos dias na minha cabeça. Até que me dei conta que na verdade eu não havia criado nada, essa música eu tinha escutado na casa do Cacá, ela era do “The Yes Album” e se chama Starship Trooper!

.

SIMON & GARFUNKEL? YES!

Os fundadores do Yes, o vocalista Jon Anderson e o baixista Chris Squire, se conheceram em um clube noturno de Londres, onde puderam constatar que possuíam o mesmo gosto por harmonias vocais e pela dupla estadunidense Simon & Garfunkel. O ano era 1968 e os dois montaram o Yes com o guitarrista Peter Banks, o tecladista Tony Kaye e o brilhante baterista Bill Bruford.

A princípio fazendo covers, com arranjos diferentes e repletos de firulas, de outros artistas, o Yes logo chamou a atenção de público e crítica pela excelência de suas apresentações ao vivo.

The Yes Album_02

Em 1969 gravaram seu primeiro LP, “Yes”, que já apresentava o característico “som do Yes”: melodias elaboradas e belas harmonizações vocais. Eram 6 composições de membros da banda,  um cover dos Byrds (I See You) e outro dos Beatles (Every Little Thing).

O segundo disco, “Time and Word” foi lançado em 1970 e conta com a participação de uma orquestra de cordas. Logo após a gravação desse disco Peter Banks foi substituído por Steve Howe.

.

O ÁLBUM DO YES  

E é com o fã de Bob Dylan, o guitarrista virtuose Steve Howe, que o Yes gravou seu terceiro álbum: “The Yes Album” em 1971.

Ao evitar alguns excessos contidos no álbum anterior, este disco se apresenta bem mais equilibrado e nos delicia os ouvidos. De suas 6 músicas, pelo menos 3 se tornaram clássicos eternos da banda: Yours Is No Disgrace, I’ve Seen All Good People e a épica (e no meu caso sonhada) Starship Trooper.

The Yes Album_03

A longa duração da maioria das faixas, que em discos posteriores do Yes às vezes tendeu para a chatice, aqui facilita a exposição dos ótimos temas e idéias e as geniais viradas de ritmo e estilo dentro de cada música. A combinação de elementos de rock espacial, música clássica e jazz é perfeita.

Um detalhe pitoresco na capa, que mostra os cinco integrantes do conjunto, é o gesso na perna de Tony Kaye.

. 

FAIXAS 

Lado A

1) Yours Is No Disgrace (Anderson, Banks, Howe, Kaye, Squire)
2) The Clap (Howe)
3) Starship Trooper
3.1. Life Seeker (Anderson)
3.2. Disillusion (Squire)
3.3. Würm (Howe)
Lado B

1) I’ve Seen All Good People
1.1. Your Move (Anderson)
1.2. All Good People (Squire)
2) A Venture (Anderson)
3) Perpetual Change (Anderson / Squire)

.

MÚSICAS

Ouça o álbum completo:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s