Disco Nota 11: “Crime of The Century” – Supertramp

Paulo Fernandes

Crime of the Century_00.

COMEÇO CONTURBADO

Inglaterra ano de 1969, começava uma parceria musical que marcaria as décadas de 1970 e 1980 com uma fileira de sucessos: a do pianista e vocalista Rick Davis com o tecladista, guitarrista e também vocalista Roger Hodgson.

Apesar da aposta de uma grande gravadora e o patrocínio de um milionário holandês, o início da carreira do Supertramp não foi nada promissor, seus dois primeiros álbuns  amargaram grandes fracassos comerciais: “Supertramp”, de 1970, e “Indedibly Stamped”, de 1971. Cada um com uma formação diferente além da dupla Davis e Hodgson.

Crime of the Century_01

Em 1972, o Supertramp estava reduzido a Davis e Hodgson e quase acabou. A dupla, decidida a salvar seu contrato com gravadora A&M e saldar a dívida acumulada, recrutou novos músicos: Dougie Thomson (baixo), Bob C. Benberg, pseudônimo do imigrante estadunidense ilegal Bob Siebenberg (bateria) e John Helliwell, que com seu saxofone e outros instrumentos de sopro deu o acabamento final ao som progressivo/pop do Supertramp.

.

O “CRIME” QUE COMPENSOU

Quatro meses de retiro numa fazenda inglesa renderam um punhado de melodiosas canções que ajudaram a alçar o Supertramp ao estrelato. O resultado ficou registrado no terceiro álbum do grupo: “Crime of the Century”, lançado em 1974.

Este álbum, conhecido pelos estrondosos sucessos Dreamer e Bloody Well Right, contém uma das músicas mais bonitas que conheço: a balada Hide in Your Shell.

Crime Of The Century_04

As músicas bem executadas, as belas harmonias entre as vozes contrastantes de Davis e Hodgson e os solos de saxofone de Helliwell se tornaram a marca registrada da banda que deixou saudades, já que em 1982 Roger Hodgson deixou o grupo para seguir carreira solo. Era mais um “divórcio” que, a meu ver, em termos qualitativos não fez bem a nenhuma das partes.

Outro ponto alto é a capa com as grades de prisão que se integraram à imagem do grupo dali para frente.

. 

FAIXAS 

Todas as faixas foram escritas por Rick Davies e Roger Hodgson.

Lado A

1.  School (vocais: Roger e Rick)
2. Bloody Well Right (vocais: Rick)
3. Hide in Your Shell (vocais: Roger)
4. Asylum (vocais: Rick e Roger)

Lado B

1. Dreamer (vocais: Roger e Rick)
2. Rudy (vocais: Rick e Roger)
3. If Everyone Was Listening (vocais: Roger)
4. Crime of the Century (vocais: Rick)

.

MÚSICAS 

Para algumas músicas eu não consegui vídeos com as gravações originais, então seguem versões alternativas. Clique nos links (ou abra os vídeos) abaixo para assistir aos vídeos:


 SCHOOL


 


ASYLUM


DREAMER


 


IF EVERYONE WAS LISTENING


Anúncios

Um comentário sobre “Disco Nota 11: “Crime of The Century” – Supertramp

  1. Conheci esse disco num punhado de trinta discos que meu pai comprara por nove reais .Mas não gostei dele na primeira audição, na segunda apaixonei-me .Acredito que até a semana seguinte ouvi o disco quinze vezes. Comprei em seguida o mais alegre Breakfeast in America . Hogson e Davies não era a dupla de compositores mais harmoniosa do ramo. Do Crime até o álbum final de Hogson na banda somente School teve as letras compostas pelos dois . Aconteceu o mesmo que com os Beatles, que creditavam a letra à dupla Lennon /McCartney, mas se sabe quem escreveu a letra por quem tem o vocal principal .

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s