Disco Nota 11: “Deserter’s Songs” – Mercury Rev

 mercury-rev_00

VEJA O MELHOR DISCO DA DÉCADA

Talvez eu nunca ouviria o Mercury Rev se não fosse pelo meu amigo Robson.

Ele leu uma crítica extremamente elogiosa na revista Veja, eu já havia caído em umas roubadas da revista anteriormente e estava escaldado, sobre o disco “Deserter’s Songs”, de 1998, da banda estadunidense Mercury Rev. Segundo o Robson me disse, descontando seu bom humor em exagerar alguns fatos, a crítica colocava esse disco como o melhor da década, quiçá do século.

mercury-rev

Ele não achou a tal “oitava maravilha do mundo” em nenhuma loja de Goiânia e precisou encomendá-lo. Após uma longa e ansiosa espera, o CD finalmente chegou. Porém a euforia do meu querido amigo logo deu lugar a uma grande frustração, pois ele não gostou nem um pouquinho do que ouviu.

Encontramo-nos logo em seguida, ele me perguntou se eu queria escutar o disco e, caso eu gostasse, poderia ficar com o CD, caso contrário seu destino seria o lixo. Peguei, escutei e gostei muito. Salvei uma obra musical, bastante peculiar, da lata de lixo.

PEÇA ÍMPAR DA MINHA COLEÇÃO: “DESERTER’S SONGS”

O interessante é que, apesar de gostar muito desse disco, eu que não conhecia nada do Mercury Rev antes de ganhar o disco, muito pouco sei sobre a banda depois do episódio narrado acima. Escutei algumas músicas de outros discos deles, mas nada que me entusiasmasse tanto.

mercury-rev_02

Dessa maneira, se eu começasse aqui a discorrer sobre a banda e sua música isso soaria completamente falso. Só sei que gosto muito de “Deserter’s Songs”, seus climas, sua sonoridade meio progressiva, meio psicodélica, meio sei-lá-o-quê, seus sons viajantes, e por vezes fantasmagóricos, de teclados e outros aparatos eletrônicos, umas intervenções bem colocadas de metais e, acima de tudo, belas melodias.  Um disco único.

Aconselho que escute todas as faixas. Só tem paciência para algumas? Então: Goddess on a Hiway, Opus 40, Delta Sun Bottleneck Stomp e Holes.

Bem que poderiam ter colocado uma capa mais interessante para um disco tão bom.

Obrigado Robson!!!

FAIXAS

Todas as faixas compostas por Mercury Rev

01) Holes
02) Tonite It Shows
03) Endlessly
04) I Collect Coins
05) Opus 40
06) Hudson Line
07) The Happy End (The Drunk Room)
08) Goddess on a Hiway
09) The Funny Bird
10) Pick Up If You’re There
11) Delta Sun Bottleneck Stomp
(+ faixa instrumental escondida)

MÚSICAS

Ouça o álbum completo (em lista de reprodução):

.

ou no filme “Deserter’s Songs”:

3 comentários sobre “Disco Nota 11: “Deserter’s Songs” – Mercury Rev

  1. Pingback: Disco Nota 11: “Deserter’s Song’s” – Mercury Rev | Patricia Finotti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s