Mais vale um Caipira Analfabeto do que um Sertanejo Universitário

Musicaipira_01

“O Violeiro” – Almeida Júnior

 

SERTANEJO HUNIVERÇITÁRIO

A implicância, como se vê no título não é com o sertanejo, é com o huniverssitário!

Será que as duplas cursam faculdade, ou basta a primeira voz passar no vestibular?

No mundo sertanejo me parece que a inteligência e sabedoria ocorrem em proporção inversa ao estudo convencional. Quanto menor o tempo de frequência às aulas, maior a sapiência.

Musicaipira_02

Tomemos por exemplo o poeta analfabeto Leonardo Bastião nascido em Itapetim no sertão de Pernambuco, próximo à nascente do rio Pajeu. Esse sertanejo nunca frequentou uma sala de aula e tem um livro publicado (uma coletânea de seus repentes, compilada por amigos).

 

MÚSICA CAIPIRA

A música sertaneja tradicional passou a ser conhecida por sertanejo raiz ou pelo seu nome original: caipira – palavra de origem tupi, junção de caa (mato) e pir (que corta), para diferenciar-se desses jingles (termo da língua inglesa que se refere a uma mensagem musical publicitária e elaborada com um refrão simples e de curta duração, a fim de ser lembrado com facilidade) que se apoderaram do nome sertanejo.

Musicaipira_03

“Caipira Picando Fumo” – Almeida Júnior

É que com a proibição de comerciais de cigarros e bebidas alcoólicas em eventos esportivos e TV (quem se lembra das propagandas dos cigarros Hollywood?), esses produtos tiveram que procurar uma nova mídia para divulgação.

Em busca de novos consumidores uma nova música popular – derivada da música romântica, com guitarras e cantada em dueto – que estava de passagem foi tomada de assalto pelos marqueteiros que baseados no filósofo pré-socrático grego Empédocles – os iguais se reconhecem – formaram a trilogia básica do sertanejo universitário: beber, fumar e ser corneado (a infame “sofrência”, neologismo formado pelas palavras sofrimento e carência).

Vale lembrar que o conceito de trilogia se aplica perfeitamente a esse caso. Na Grécia antiga a trilogia era um poema dramático composto de três tragédias que devem ser representadas juntas.

Já notaram que os shows sempre são open bar e geralmente patrocinado por cervejarias?

Já os temas da Música Caipira não se limitam a essa trilogia, temos:


Religião:

Relógio Quebrado

Milagre do Ladrão


Natureza:

Riozinho Amigo


Cotidiano:

Terra Tombada:

… e até o sobrenatural:

Bruxa Feiticeira


 

Quando o caso é a trilogia, a música caipira é imbatível, vejam alguns temas:


Traição:

Mulher Fingida Não Entra No Céu


Bebida e cigarro:

Marvada Pinga

Maldita Cachaça

A Cachaça e o Fumo


 

Mas, o que o Rockontro tem com isso?

É que dominando a mídia musical com jingles da mais baixa qualidade não sobra espaço para a cultura, seja moda de viola, samba, baião, choro, forró, frevo, xote e o ROCK!!!

Musicaipira_04

“Apertando o Lombilho” – Almeida Júnior

Almeida Júnior (1850 – 1899) foi um pintor paulista do século XIX e um dos pioneiros no Brasil a abordar a temática regionalista rural em suas pinturas e desenhos.

3 comentários sobre “Mais vale um Caipira Analfabeto do que um Sertanejo Universitário

  1. Esta semana comentei comentei com meu irmão sobre o baixo nível da “música” sertaneja. Ele deu umas pinceladas e me mostrou uma autêntica música caipira. Muito diferente. E, agora, o Zé Maurício fez esta excelente explanação.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Relógio Quebrado, foi nostálgico do tempo quem que o radinho ficava ligado em cima da geladeira tocando todo tipo de musica. Gosto de ouvir as historias de um tempo em que tudo parecia mais simples. Tem historias que marcam a gente por toda vida. Historias tristes e alguma ridículas.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s