“Você Conhece?” Bacamarte

Eu gosto muito da sonoridade da palavra bacamarte. Sua origem está no francês braquemart, que no princípio – século XIV – era um tipo de espada de lâmina grossa. Em algum ponto incerto passou a se referir a uma arma de fogo de cano largo e grande calibre, que ao ser disparada espalha chumbo grosso no inimigo. Em espanhol, a espingarda é conhecida por outra palavra muito legal: trabuco.

Bacamarte, a espingarda.

Na minha infância, eu não perdia os desenhos animados da produtora Hanna Barbera. Um deles era “Bacamarte & Chumbinho”, nome nacional muito mais divertido do que o original “Punkin’ Puss & Mushmouse”. O desenho mostrava as disputas de um gato e um rato caipiras.

Bacamarte e Chumbinho, o desenho animado.

A tal espingarda deu nome a um dos melhores grupos de rock progressivo do Brasil, cujo único álbum “Depois do Fim”, de 1983, é reconhecido internacionalmente como um dos 100 Melhores Álbuns de Rock Progressivo de Todos os Tempos (pelo site Prog Archives).

O Bacamarte foi criado em 1974 por uma garotada do Rio de Janeiro em torno do guitarrista Mario Neto, um fã dos Beatles e de música clássica. Em 1977, o grupo participou do programa Rock Concert da TV Globo e conseguiu uma boa repercussão. Porém foi só na década seguinte, graças à explosão do rock nacional, que o trabalho da banda conseguiu divulgação em rádios especializadas e apresentações no Circo Voador.

Bacamarte, a banda, no Circo Voador.

Com esforço financeiro do próprio Mario Neto, eles gravaram seu único álbum em 1983. A cantora de MPB Jane Duboc foi convidada a fazer os vocais em quatro das oito faixas do disco, as demais são instrumentais.

O interessante deste álbum é que, apesar de temporalmente gravado na década de 1980, sua sonoridade nos remete ao rock progressivo da década de 1970, em particular aos trabalhos de bandas, com vocais femininos, como Renaissance e Curved Air. Os arranjos instrumentais elaborados executados com maestria pelo grupo contrastavam com o som pop e direto do rock daqueles tempos. “Depois do Fim” é um álbum conceitual que relata o mundo depois do apocalipse.

A capa do álbum “Depois do Fim”.

A banda se separou em 1984 e se reuniu ocasionalmente em alguns momentos. Em 1999, Mario Neto havia lançado o álbum “Sete Cidades” com o nome de Bacamarte, embora só ele – de membro original – tenha participado. Na última década o Bacamarte tem contado com a presença de Jane Duboc em alguns shows.

Show em 2012, com Jane Duboc.

MÚSICAS

O álbum “Depois do Fim” e a faixa-bônus: Mirante das Estrelas.


Parte I: 1) UFO; 2) Smog Alado

Parte II: 3) Miragem; 4) Pássaro de Luz; 5) Caño

Parte III: 6) Último Entardecer; 7) Controvérsia

Parte IV: 8) Depois do Fim; 9) Bônus: Mirante das Estrelas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s