Porcupine Tree: Cinema de sons

Paulo Fernandes

.

COMO EU NÃO OUVI ISSO ANTES?

Os anos 90 estão permanentemente me pregando peças. Eu que dizia que esta era uma década menos importante para o rock, sigo sendo surpreendido por excelentes frutos noventistas que eu não conhecia.

Porcupine Tree_01

Steven Wilson

A bola da vez é o Porcupine Tree, grupo capitaneado pelo inquieto e multi-tarefa Steven Wilson, que montou o grupo em 1987, época em que era seu único membro. Na década de 90, o que era uma brincadeira de Wilson tomou corpo com a gravação dos primeiros álbuns e a realização de shows. Foi preciso angariar novos músicos para o projeto, que começou a chamar atenção do público e da crítica.

.

MÚSICA EM PROGRESSO

Em busca do tempo perdido, eu já estou na segunda audição da discografia completa do Porcupine Tree – gentilmente providenciada em mp3 pelo Fábio Finotti – e estou longe de ter algum conhecimento para discorrer sobre a música da banda, mas atrevido que sou nestes assuntos digo que estou maravilhado e arrisco alguns palpites.

Porcupine Tree_03

Ouvir os 10 álbuns na sequência nos dá uma visão da evolução musical do grupo. Da experimentação progressivo-psicodélica dos três primeiros álbuns, com influência marcante do space rock do Pink Floyd – notadamente no terceiro álbum “The Sky Moves Sideways” de 1995 – a um formato de canções progressivas que, nos últimos quatro álbuns – de “In Absentia” (2002) para frente – incorporam riffs e batidas do heavy metal. Tudo planejado com coerência e competência pela mente incansável de Steven Wilson. Há também ecos do krautrock e até uma homenagem explícita ao álbum “The Bends” do Radiohead – na canção Pure Narcotic.

Porcupine Tree_02

Influências sempre existem, mas a originalidade sonora do Porcupine Tree salta aos ouvidos – e aos olhos, por sugerir ambiências cinematográficas – com álbuns conceituais cujas musicas se inter-relacionam, mas tendo um mundo de sonoridades distintas dentro cada faixa. Sem muito mais a dizer, convido-os a se aventurar por este mundo fantástico da música do Porcupine Tree.

.  

MÚSICAS

Anúncios

5 comentários sobre “Porcupine Tree: Cinema de sons

  1. Porcupine Tree, gosto demais, uma das melhores bandas que descobri dos 2000 pra cá. Steven Wilson é um gênio, gosto muito da identidade visual e artes da banda também, sempre impactante, inteligente e cheia de classe. Os discos solo dele são muito bons também.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s