“The Dream Is Over” John Lennon (1940-1980)

John Lennon em NY (Foto de Bob Gruen)

Texto escrito por Mauro “Pastinha” Gonzaga Jaime em dezembro de 1980, logo após saber do assassinato de John Lennon.

.

THE  DREAM  IS  OVER  (37 anos depois)

(escrito, com a música incidental  IMAGINE, na madrugada de 08/09-12-1980,   Para Odilon Alves  e  os  remanescentes do  “THE LITTLES”,   e   para  CESAR(+),  da AGROMOTO). 

.

O pesadelo foi trazido à minha presença, na madrugada, pelo noticiário extraordinário da Rádio Globo: “Urgente – New York 9(AP) – O  ex-membro,  do grupo musical  britânico  “The  Beatles”,  JOHN  LENNON,  foi morto ontem à noite, à bala,  em frente  ao seu edifício de apartamentos,  onde morava, em Manhattan”.

A insônia, que estava me dominando desde a meia noite, tinha sua razão e explicação. Eu estava certo de que alguma notícia, ou acontecimento grave, iria me chegar, e o consciente me impedia de dormir. Quando a notícia explodiu nos meus ouvidos, a primeira reação foi a recusa, pura e simples, de acreditar. Tentei me iludir e crer que a notícia era o resultado de um estágio passageiro no país dos sonhos. Mas, não era. Pelo contrário, “O SONHO ACABOU”.

Os óculos ensaguentados de Lennon (Foto de Yoko Ono)

A notícia, transmitida com voz embargada, era de uma verdade e crueza inenarráveis. O restante da noite foi consumido em meditação e homenagem aquele homem simples, que tanto nos influenciou, direcionou e impeliu rumo a caminhos que nossa indecisa juventude hesitava em tomar. Era uma influência que poderia ser contraditória para muitos, porém bastante coerente para os outros puros como ele, que sabiam achar o elo na ligação entre duas afirmações, como esta : “A temperatura sobe /a febre vai alta /não vejo futuro /não vejo céu /meu pé pesa /a cabeça também   /gostaria de ser um bebê / gostaria de estar morto” (Cold Turkey).  Ou esta outra: “Imaginem todas as pessoas vivendo em paz /Você pode dizer que sou um sonhador /mas não sou o único /espero que um dia você se junte a nós /e, então, o mundo será assim” (IMAGINE).

JOHN LENNON viveu sempre pregando a paz e o amor, assim como Martin Luther King, como Ghandi e como o próprio Cristo. Também, como Eles, morreu assassinado por fanáticos, que não aceitam a paz e o amor, e, muito menos, aqueles que abraçam essas bandeiras.

Lennon ao piano branco do clipe de “Imagine”.

Quando ELVIS PRESLEY morreu, um pedaço de nosso coração ficou partido, e, também, o de JOHN LENNON, pois ele sempre disse que foi influenciado por Elvis. Naquela oportunidade, LENNON falou que estava se sentindo pequeno e desamparado, pois era muito triste perder um ídolo de nossa juventude. Hoje somos nós que estamos nos sentindo pequenos e desamparados. Todos nós morremos um pouco, pois o que restava de nossa juventude morreu nesta noite. Nosso coração está tomado pela mão implacável da saudade, que quase não nos deixa respirar, e faz que, talvez querendo estar junto com JOHN, nós também “gostaríamos de ser um bebê / gostaríamos de estar mortos”.

O dia de hoje, nublado e com uma chuva miúda e persistente, retrata, em parte, como estamos todos nós.  Tentamos não chorar, mas  as lágrimas insistem em  cair, sem comando e silenciosamente.  Nos todos estamos “tremendo como treme um cachorro molhado”.  Está difícil se controlar e acreditar que a vida não seja a estrada longa e sinuosa (The Long and Winding Road), preconizada por LENNON. A revolta nos está tornando amargos e desiludidos: será que o mal vai sempre triunfar?  E os bons continuarão a ser abatidos como carneiros?

O Comendador Pastinha sempre cercado de beatlemania.

Entretanto ainda achamos forças no “MESTRE JOHN”, cujas últimas palavras são um bálsamo: “A gente tem que agradecer a Deus, ou seja, quem for que está lá em cima, pelo fato que todos sobrevivemos. . .”.

“Let It Be” JOHN LENNON.  Brevemente  estaremos vendo e ouvindo, não sabemos ainda em que lugar, o seu novo conjunto, por certo reforçado pelos seus amigos Elvis Presley, Janis Joplin e Jimmy Hendrix.

“HELLO GOODBYE”, JOHN LENNON. “With a Little Help From Yours Friends”, Mauro  Gonzaga  Jaime   –   PASTINHA  AND  OTHERS.

(Reformatado  em  15/03/2017,  no  Kavern  Club  Pastinha’s)

.

VÍDEOS


Anúncios

4 comentários sobre ““The Dream Is Over” John Lennon (1940-1980)

  1. mauro.pastinha@hotmail.com
    E.MAILS=2017-148.1 – – – 28/Domingo = 09:02
    ROCKONTRO ESPECIAL = THE DREAM IS OVER
    Texto de Mauro Gonzaga Jaime = PASTINHA
    Enobrecido pela honra desta publicação e com o Ego elevado a alturas infinitas, só me resta agradecer ao PAULO AFONSO. Que tenhamos muito mais tempo, para usufruirmos esses momentospresenteados pela vida, renovando-nos os sonhos e esperanças.- Deus lhe compense, caro amigo roqueiro – N A M A S T Ê.
    PAZ & BEM, E ATÉ AMANHÃ, SE DEUS NOS PERMITIR.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s