Aphrodite’s Child: Rock progressivo da Grécia

Paulo Fernandes

AphroChild_01

 

GLOBALIZAÇÃO NO CHACRINHA

Minha primeira noção de globalização, eu era um garoto despreocupado naqueles idos da década de 1970, foi quando me contaram a trajetória do músico Demis Roussos, que eu acabara de ver num programa vespertino do Chacrinha. Aquela figura rechonchuda e barbuda, vestida numa bata longa e com uma poderosa voz operística, era grego, nascido no Egito, cantava em inglês, morava na França e fazia um tremendo sucesso no Brasil. Nessa época ele já estava em carreira solo e com hits como We Shall Dance, My Reason e Forever and Ever.

Demis Roussos em carreira solo nos 70s

Demis Roussos em carreira solo nos 70s

Eu sabia que Demis Roussos havia participado de uma banda de rock chamada Aphrodite’s Child e até conhecia algumas músicas: Marie Jolie, Rain and Tears, Spring, Summer, Winter and Fall e It’s Five O’Clock graças aos discos coletâneas de sucessos que meu irmão tinha (e que ainda existem). O que eu não sabia é que havia um outro grande músico nessa Criança de Afrodite.

AphroChild_06

A primeira vez que ouvi falar de Vangelis Papathanassiou, foi quando ele ganhou o Oscar por sua trilha sonora para o filme “Carruagens de Fogo”, de 1981. Tecladista e compositor de estilo refinado, Vangelis se especializou em trilhas de sucesso para filmes como “Blade Runner” e “1492”. Posteriormente Vangelis fez uma parceria musical com Jon Anderson (vocalista do Yes) que rendeu belos frutos.

Vangelis nos 80s

Vangelis nos 80s

Só então fiquei sabendo que Vangelis e Demis Roussos haviam trabalhado juntos no grupo de rock progressivo (surpresa também!), o tal Aphrodite’s Child. Uma banda de rock grega, que diferente!

MAIS UMA HERANÇA GREGA PARA O MUNDO

Demis Roussos além de cantar se ocupava do baixo e da guitarra, Vangelis nos teclados e, completando o time, Loukas Sideras na bateria. O guitarrista Anargyros Koulouris também era membro do grupo, porém em função de outros compromissos não participou de todos os discos.

Loukas, Vangelis e Demis

Loukas, Vangelis e Demis

A intenção da banda era sair da Grécia e se estabelecer na Inglaterra, mas acabou por se fixar na França (o que explica a pronúncia consagrada do nome do vocalista: Demí Russô).

AphroditesChild_CP

O Aphrodite’s Child durou de 1967 a 1972 e lançou apenas 3 álbuns: “End of the World” (1968), “It’s Five O’Clock” (1969) e o ambicioso e influente (embora menos conhecido) “666” (1972).

AphroChild_10

Eu diria que o brilhantismo vocal de Demis Roussos e a habilidade melódica de Vangelis são responsáveis por cativar até quem diz que não gosta de rock. Para os aficionados do rock progressivo é um verdadeiro presente (grego sem seu sentido figurado) apreciar as músicas “fáceis” dos dois primeiros álbuns e entrar nas catedrais sonoras do álbum “666”, um disco conceitual baseado no Livro do Apocalipse de João.

AphroChild_07

 

MÚSICAS

Clique na imagem para ouvir e ver:

AphroChild_03

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s