John Lennon: O Músico, o Homem e o Mito

Priscila Porto

 

John-Lennon_00

 

.

Nascido em 9 de outubro de 1940, John Lennon faria 74 anos em 2014. Mas, só viveu até os 40, aliás, ele nem se imaginava ter 40 anos, diz Yoko Ono. Ele morreu justamente 3 meses depois de completá-los assassinado à queima roupa.

John Lennon_01

Mas, quem foi o músico John Lennon? Um exímio compositor e um excelente intérprete, quem não se lembra dele cantando Twist and Shout aos berros. John, porém, não seria o grande compositor que era sem Paul McCartney, nem um grande intérprete sem o mesmo baixista, o guitarrista George e o baterista Ringo.

Poucos artistas retrataram as dúvidas, os anseios, os romances dos jovens de sua época como os Beatles. Em seu chamado LADO A, suas letras eram mais instintivas do que racionais. Não importava não ter sentido, importava ter refrões fortes que embalassem os fãs. Foi a época dos sucessos Love me do, I want to hold you hand e o já citado Twist and Shout, que John estava até com dor de garganta, teve que chupar pastilhas de hortelã para cantá-la no Ed Sullivan Show.

John Lennon_GV

Depois do encontro com Bob Dylan em 1964, em que conheceram a maconha e a necessidade de colocar conteúdo em suas músicas, surge o LADO B dos Beatles, Lennon compõe duas letras que merecem uma leitura particular. Help!, onde ele mesmo disse que era um pedido de socorro para uma depressão pela qual estava passando. A outra composição é You’ve Got Hide Your Love Away, melodia assumidamente dylanesca, cuja letra retrata um sujeito que não consegue se adequar ao mundo, um auto-retrato de John Lennon.

John Lennon_02

E por falar nisso, entramos na questão do homem John Lennon. As drogas tiveram grande espaço em sua vida, depois da maconha veio o LSD, apresentado pelo dentista de Harrison. Nesta fase ele compôs I’m Only Sleeping, Dr. Robert, She Said She Said e Tomorrow Never Knows, odes ao sedentarismo e ao tal dentista. Outro destaque na vida do homem foi a artista plástica Yoko Ono, que ele conheceu numa exposição de obras dela, e que foi o grande amor de sua vida. John divorciou-se de sua mulher Cynthia e estreitou ainda mais sua relação com Yoko. Ela ficava o tempo todo ao lado de Lennon e inspirou Paul a compor Get Back para ver se ela desconfiava e, pior ainda, alguns a consideram responsável pelo próprio fim da banda.

John Lennon_03

E por fim John Lennon se tornou um mito. O homem não mais existe, mas é como se ainda estivesse por aqui porque sua influência dentre os antigos e novos fãs é incontestável. Por exemplo, ele morreu 4 anos antes de eu nascer e quando o conheci mais de perto apaixonei-me tanto pelo homem quanto pelo músico. Para mim e para muitos críticos a obra prima dos Beatles é a música A Day in the Life do disco “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”. Composta por Lennon e McCartney separadamente, e pode-se perceber nela o estilo de cada um dos dois. Lennon é o observador, que faz uma crônica dos absurdos e da crueldade do mundo. Ah, ele ainda declarou seu amor a Yoko em Don’t let me down, que eu adoro. A minha preferida? Difícil dizer, acho que não há, todas são possíveis de ocupar este posto de Yellow Submarine a Ob-La-Di Ob-La-Da. Mas John Lennon não é meu Beatle favorito, o meu favorito é Paul McCartney…hehehehehe!

.

MÚSICAS

Ouça a coletânea “Legend”:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s