Disco Nota 11: “Mr. Natural” – Bee Gees

Pedro César Fernandes

MrNatural_00

.

OS IRMÃOS GIBB

Os irmãos Gibb estiveram em atividade desde a década de 1960 e atravessaram várias fases estilísticas (e modismos musicais), quase sempre com muito sucesso. Barry, Robin e Maurice Gibb nasceram na Ilha de Man, Inglaterra, mas também costumam ser associados à Austrália, já que se mudaram para este país quando ainda eram crianças, em 1958. Com pai e mãe músicos, foi natural a inclinação dos irmãos para a carreira musical.

MrNatural_01

Início de carreira na Austrália

Em 1967, já com o nome Bee Gees, após o lançamento de dois álbuns na Austrália, a turma resolveu voltar à Inglaterra, onde teriam melhores condições de fazer a carreira deslanchar. Numa combinação de sorte e talento não precisaram esperar muito: no final de 1967 estouraram nas paradas com o single Massachusets. A este se seguiram vários outros sucessos naquele fim de década.

Os Bee Gees em sua fase psicodélica na Inglaterra

Os Bee Gees em sua fase psicodélica na Inglaterra

O início da década de 1970 não parecia muito promissor ao grupo, o sucesso na década anterior havia ficado para trás e eles quase se separaram (na verdade Robin chegou a sair do conjunto em 1969 e lançar um disco solo). Apesar do declínio, ainda conseguiram emplacar os hits How Can You Mend a Broken Heart e Run to Me nessa época.

. 

SOUL DE BRANCO

Foi aí que veio o estalo: em 1973 mudaram-se para os Estados Unidos e entraram em contato com o soul e o funk, ritmos que estavam numa fase áurea naquele país.

“Mr. Natural” foi lançado em 1974, quando quase todos decretavam o fim da carreira dos Bee Gees. Para mim é um disco inesquecível porque na época estava apaixonado por uma menina e ela curtia muito “Mr. Natural”.

MrNatural_03

Década de 70 nos EUA

O disco traz uma mudança de estilo do conjunto, penso que está para os Bee Gees assim  como “Sgt. Peppers” está para os Beatles.Todo o disco é bom, mas existem algumas pérolas: Charade, Trow a Penny, Voices, Dogs, Mr. Natural e Elisa. 

Apesar do disco não ter feito o merecido sucesso, o redirecionamento musical que ele se propunha mostrou o caminho que o grupo perseguiu, em lançamentos posteriores, ao radicalizar o soul e embarcar, na primeira hora, na onda da disco music e ver o sucesso – dessa vez planetário – de volta. 

. 

FAIXAS

Lado 1

1) Charade (Barry, Robin)
2) Throw a Penny (Barry, Robin)
3) Down the Road (Barry, Robin)
4) Voices (Barry, Maurice, Robin)
5) Give a Hand, Take a Hand (Barry, Robin)
6) It Doesn’t Matter Much to Me (Barry, Maurice, Robin) *

Lado 2

1) Dogs (Barry, Robin)
2) Mr. Natural (Barry, Robin)
3) Lost in Your Love (Barry)
4) I Can’t Let You Go (Barry, Maurice, Robin)
5) Heavy Breathing (Barry, Robin)
6) Had a Lot of Love Last Night (Barry, Maurice, Robin)
7) Elisa (Barry, Maurice, Robin) *

* Faixas-bônus da edição brasileira do álbum.

.

MÚSICAS

Ouça o álbum original completo:

.

It Doesn’t Matter Much to Me:

.

Elisa:

Anúncios

2 comentários sobre “Disco Nota 11: “Mr. Natural” – Bee Gees

  1. E.MAILS=2016-062.1 — 06/domingo = 05:30
    DISCO NOTA 11 = “MR. NATURAL – BEE GEES
    – Via ROCKONTRO
    Obrigado meus fieis companheiros. Mais um belo presente para
    enriquecer a Discoteca do Pastinha. Amo demais os BEE GEES,
    e canto, no meu SCPASTINHAS.4, seis musicas da primeira fase
    deles, as + românticas, sempre recordadas e pedidas por todos.
    O meu programa deste domingo à tarde será ouvir todo o disco.
    Para vocês, um grande abraço do Velho/74 Roqueiro Romântico.
    – N A M A S T Ê !

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s