O Desconcertante Universo do Mars Volta

Mars_Volta_05

TEORIA DO CAOS?

Uma Cena:

Casa do Fábio. XXIIº Rockontro. A música e as imagens do Mars Volta inundam a sala e embaralham nossos pensamentos. Ao final do show pergunto ao Alan:
– E ai? Gostou?
– Ué Paulo! Eu acho o som meio caótico, não sei!?
Corte.

Outra Cena:

Exterior. Dia claro e morno. Digo ao Messias:
– Preciso escrever alguma coisa sobre o Mars Volta no site.
– Eu gosto, mas acho muito estranho não conseguir cantar nenhuma música deles. Aliás qualquer disco que pego, mesmo já tendo ouvido antes, parece que estou escutando pela primeira vez.
Corte.

Mars_Volta_04

Dois sentimentos distintos para um som muito distinto. Creio que o único sentimento que a música do Mars Volta não provoca é indiferença, e o que está sempre presente é inquietação.

Como classificar o rock do Mars Volta? Progressivo, hard, jazz fusion, psicodélico, latino, hardcore? É tudo isso em momentos separados e, por vezes, tudo junto.

Mars_Volta_02

Cedric e Omar

É uma música inquietante, posso ter escutado o disco “Frances the Mute” (o primeiro que ouvi) uma dezena de vezes e quando vou ouvi-lo “parece que estou escutando pela primeira vez”. Parece “caótico”, mas é pelo excesso de variações, mudanças de ritmo e de andamento que nos deixa atordoados e inquietos. Esse aparente caos na verdade nos revela, se nos dispusermos a mergulhar nesse universo fascinante, uma concepção muito bem planejada e controlada pela dupla que forma o núcleo da banda: Omar Rodríguez-López e Cedric Bixler-Zavala.

MEU REINO POR UMA CAPA

Minha viagem rumo ao universo do Mars Volta começou quando vi a foto do disco “Frances the Mute” em uma revista que relacionava as melhores capas de discos de todos os tempos (tenho fascinação por listas e mais ainda por capas de discos). Pensei comigo – Com uma capa tão bacana a música só pode ser boa. A arte do disco foi feita pelo genial fotógrafo Storm Thorgerson, colaborador da maioria dos discos do Pink Floyd, o que aguçou ainda minha curiosidade. Esta foi finalmente saciada quando encontrei o CD e fiquei totalmente desconcertado ao escutar o Mars Volta pela primeira vez.

Frances The Mute

A desconcertante capa de “Frances, The Mute”

NO TEXAS?

A banda nasceu em 2001, na cidade de El Paso – Texas – EUA, logo após o guitarrista Omar e o vocalista Cedric terem saído do At The Drive-In, grupo de hardcore.

O intuito da dupla era ultrapassar as fronteiras do hardcore e fazer um progressivo pesado repleto de influências do jazz fusion de Miles Davis, do afro-beat de Fela Kuti, música clássica concreta, além de recorrer às suas raízes latinas: Omar nasceu em Porto Rico e Cedric adora cantar letras em espanhol misturadas com inglês.

OBRA EM PROGRESSO

“De-Loused In The Comatorium”, de 2003, é o primeiro álbum do Mars Volta.

Um disco conceitual que conta a história de um certo Cerpin Taxt, que tenta suicídio ao injetar uma mistura de morfina e veneno de rato. Acompanha suas visões, e delírios, enquanto está em coma e termina com sua morte, após despertar, ao finalmente conseguir seu intento de suicidar-se. Por sua vez o personagem de Cerpin Taxt é baseado em um personagem real: Julio Venegas, artista natural de El Paso e amigo de Cedric.

Mars_Volta_03

O projeto gráfico de “De-Loused In The Comatorium” também foi feito por Storm Thorgerson .

A temperatura continua alta – bem como o variado tempero – nos lançamentos posteriores: “Frances the Mute”, de 2005, com a sua capa sensacional; “Amputechture”, de 2006; “Bedlam in Goliath”, de 2008. A coisa acalma um pouco com o quinto disco: “Octahedron”, de 2009, que é o mais “suave” de todos. Em 2012 foi lançado o, até o momento, último álbum: “Noctourniquet”.

Tudo que eu tentasse dizer a respeito da música do Mars Volta, além das linhas gerais já mencionadas, seria incompleto e insuficiente. Deixo, então, a cada um que se interessar a tarefa de ouvir os discos e tirar suas próprias conclusões, ou aumentar suas dúvidas.

Mars_Volta_01

 

MÚSICAS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s